segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Como iniciar a sua árvore genealógica?


Como a genealogia e a busca pela história da família está começando a se tornar uma tendência, recebemos muitas vezes a pergunta: Como posso começar a minha árvore genealógica? Ele é repetida como um mantra.
Ela nos vem através das redes sociais, blogs e até mesmo e-mails. Muitos usuários dizem não ter nenhum tempo livre, outras pedem orientações mais claras e outros ainda dizem precisar de um verdadeiro GPS, que lhes apontem a direção a seguir.
Decidimos, então, compilar mais uma vez, as dicas principais de como começar a pesquisa genealógica. Divulgue com seus amigos! Elas são realmente preciosas para iniciantes, ou aqueles que precisam de um empurrãozinho extra.
1- Coletar o que você sabe sobre sua família
Tire um tempo para visitar o porão, o sótão e a garagem e procure coisas velhas em armários, gavetas e closets. Peça permissão para fazer o mesmo nas casas de sua famílias (claro que referimo-nos aqui a parentes muito próximos, não queremos que outros familiares pensem que você está com algum problema mental :=) ). Coloque em uma caixa todos os registros que encontrar que mencionem lugares, datas e detalhes importantes tais como nascimento, casamento, imagens, batismo e comunhão, cartões, convites de casamento, recortes de jornais, etc. Nesta primeira etapa, você também pode pedir a parentes se eles estão interessados ​​em lhe fornecer material que tenham entre os seus pertences.
2- Fale com a família
Por favor, considere toda a família. Às vezes nós caímos na armadilha de pensar que apenas aqueles com mais de 70 anos de idade nos darão informações e é provável que muitos destes parentes já não estejam entre nós. Pense nos "amigos da família" e também anote, quando falar com eles, outros nomes que sejam interessantes contactar. Não cometa o erro de começar a conversa, perguntando diretamente dados específicos como datas de nascimento, ou lugares. Converse, escute cada uma das pessoas. Faça uma lista de perguntas abertas, isto é, cuja resposta não seja um simples "sim" ou "não".
3- Grave os dados
Faça-o em diferentes formatos, o papel pode ser um deles, mas lembre-se de não colocar todos os ovos na mesma cesta, isso vai evitar a perda de informações. Por que não começar a sua árvore genealógica em um sistema online para que depois seja mais fácil compartilhar os resultados com sua família? Crie depois um gráfico com suas linhas paternas e maternas.
4-Tenha uma meta
Conforme você avançar um pouco, a busca pelos seus parentes pode se tornar complicada! Nosso conselho é: não se concentre apenas na linha paterna, isso pode fazer com que você se desanime caso esta pesquisa se mostre difícil. Preencha da forma mais completa possível as informações em relação às gerações mais recentes, isso vai facilitar a busca pelas gerações anteriores.
5- Use a internet como aliada
Já dissemos antes e repetimos: Depois de ter registrado as suas informações na internet busque também em portais específicos e na internet em geral. Saber com segurança quem foram seus parentes e quem você está procurando é fundamental para encontrar informações em blogs ou sites que estão investigando o mesmo sobrenome que você. MyHeritage e FamilySearch são lugares altamente recomendáveis para encontrar registros em português.
6- Organize e registre
Se já tiver registrado todos os dados de que dispõe, não se esqueça de atualizá-los sempre que tiver fatos novos na sua família ou quando obter detalhes novos de parentes. É muito importante atualizar suas informações de família, isso vai auxliar a sua pesquisa.
7- Procure fontes específicas
Agora você está pronto para pesquisar e só precisa melhorar a pontaria. As paróquias têm arquivos, assim como os municípios, bibliotecas, cartórios, etc. Todos esses documentos lhes darão uma visão diferente de seus ancestrais. Um bom truque é pensar sobre a sua vida e o que você fez (e registrou) ao longo dela: registro de nascimento, escola primária, escola secundária, matrículas, faculdade, casamento, compra de propriedades, carta de condução, serviço militar, etc. Estas são as pistas que uma pessoa está deixando ao longo de sua vida. Portanto, em primeiro lugar, pense e, em seguida, navegue até o arquivo que contém o documento. Claro olhe também entre os nossos bilhões de registros e perfis de árvore genealógica!
Queremos saber como está indo a sua pesquisa, compartilhe suas dúvidas e seus resultados com outros usuários que estão à procura de sua família, aqui no blog.
Escrito por Karen no dia julho 24th, 2015 - 13:03

Fonte: Blog do MyHeritage

Link: http://blog.myheritage.com.br/2015/07/como-iniciar-a-sua-arvore-genealogica/?utm_source=email_newsletter&utm_campaign=july2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário