segunda-feira, 31 de março de 2014

DESPACHANTES DEVEM PASSAR POR CAPACITAÇÃO PARA FAZEREM SERVIÇOES ESPECIALIZADOS




 
 
O presidente do Sindicato dos Despachantes do Estado do Paraná (Sindepar) e presidente da Federação Nacional dos Despachantes de Trânsito (Fenadesp), Everton Calamucci, esteve em Pato Branco na última semana visitando os escritórios de despachantes do município e da região Sudoeste, orientando sobre a nova conduta que a categoria deverá ter diante das novidades apresentadas pela nova lei, que entrou em vigor no ano passado.

Calamucci explicou que o sindicato está promovendo uma série de cursos de capacitação aos associados que estão n mercado há muito tempo e necessitam e precisam se reciclar para acompanhar as mudanças na legislação. Entre os cursos disponibilizados no ano passado estão o de vistoria veicular e procedimentos veiculares.

Com a nova lei os despachantes vão praticar mais atos que antes eram realizados pelos funcionários do Detran, aumentando significativamente a responsabilidade dos profissionais. Segundo informou Calamucci, essa nova legislação, dá mais autonomia ao despachante, mas em contraponto é mais rígida em relação à execução do trabalho. Os despachantes que cometerem erros considerados importantes poderão ter seus credenciamentos cassados.

Adequações

Entre as mudanças propostas pela nova lei está a uniformização das fachadas dos escritórios, que devem seguir o mesmo padrão em todas as cidades, a necessidade de profissionalização dos despachantes através dos cursos de capacitação e a mudança no trâmite burocrático que exigirá mais responsabilidade dos despachantes.

Calamucci também revelou que será adotado o uso de um selo de segurança que dará garantias tanto para os clientes quanto para o Departamento de trânsito do Paraná (Detran-PR). O selo terá um valor próximo a R$2,00 e o valor será convertido em um seguro. Caso ocorra algum erro ou irregularidade durante o trâmite do processo por parte do despachante, tanto o cliente quanto o Detran estarão segurados pelo sindicato. Porém ainda não há uma data prevista para esse selo começar a ser utilizado.

Paraná

No Paraná, segundo o presidente do Sindepar, o relacionamento entre a categoria e o Detran-PR tem sido um dos melhores, com respeito mútuo mas principalmente de colaboração. "Os despachantes lidam com a regulamentação de documentos veiculares e queremos ajudar a melhorar os serviços prestados pelo Detran nessa questão que já melhorou bastante", completou Calamucci, lembrando que todo esse trabalho realizado pelo sindicato junto aos associados vai melhorar a capacitação técnica e cultural dos associados.

Diário do Sudoeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário