terça-feira, 9 de abril de 2013

Marcos Seguro diz que Mutirão da Cidadania superou as expectativas

Mais de 15 mil atendimentos foram feitos durante o final de semana.

Mais de 15 mil atendimentos foram feitos durante o Mutirão da Cidadania no ultimo final de semana no município de Turvo. Além de moradores da cidade e de municípios vizinhos, o evento recebeu também pessoas das comunidades indígenas Kaigangue e Guarani e de quilombolas da Campina dos Morenos, de Turvo, e Invernada Paiol de Telhas, de Guarapuava.
A informação é da assessoria de imprensa da Secretraia Estadual de Relações com a Comunidade (Serc).
Para o prefeito Marcos Seguro, o atendimento superou as expectativas e foi mais uma demonstração de que o Turvo se preocupa com a cidadania das pessoas. “Além de atendermos o nosso povo, também estendemos os benefícios a moradores de outros municípios, inclusive de Guarapuava e isso nos deixa satisfeito. É uma demonstração de que o Turvo, embora seja um município de pequeno porte, se valoriza ao sediar um evento do Governo do Estado e desse porte”, avaliou o prefeito.

Coordenado pelo governo do Estado, o Paraná em Ação é um mutirão da cidadania, que reúne dezenas de parceiros, com o objetivo de prestar atendimento à comunidade. Em Turvo, o evento aconteceu na Escola Municipal Frida Rickli Naiverth.
Durante o fim de semana, a população encaminhou documentos (primeira via da carteira de carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho), obteve além dos documentos necessários para acesso a benefícios dos governos federal e estadual, o acesso a serviços judiciários e extrajudiciários, como divórcios consensuais, guarda e responsabilidade de menores, reconhecimento de paternidade e maternidade.

O grande destaque foi emissão de identidade, CPF e carteira de trabalho para mais de 200 pessoas das comunidades indígenas e quilombola. Elas também participaram de uma reunião com o secretário de Relações com a Comunidade, Ubirajara Scherber; com o prefeito de Turvo, Antonio Marcos Seguro; a secretária municipal da ação Social, Noeli Seguro; além de Eliane Silva, representante dos quilombolas de Turvo, e Ana Maria Santos da Cruz, presidente da Federação das Comunidades de Remanescentes Quilombolas do Paraná. O encontro tratou de políticas públicas voltadas às comunidades.


SUPEROU EXPECTATIVAS
A movimentação para a emissão de documentos começou já no sábado e continuou até o final da tarde de domingo. Segundo o secretário de Relações com a Comunidade, Ubirajara Schreiber, o movimento superou as expectativas para um município pequeno. “A facilidade de conseguir toda a documentação num único dia e local faz com que a procura seja bastante intensa”, disse.

“O Paraná em Ação é um programa de responsabilidade social, voltado a quem procura organizar a vida”, disse o prefeito de Turvo. “É uma integração em favor de outros irmãos que precisam. Agradecemos o empenho de todos que participaram desta ação”, afirmou Seguro.

Os serviços de prevenção e cuidados com a saúde também tiveram grande procura. A Faculdade Campo Real e a Secretaria Municipal da Saúde, voluntários de várias instituições, como a Pro Renal e o Sesi, realizaram exames de glicemia, avaliação física, orientação sobre saúde bucal, sobre tabagismo. Os participantes puderam fazer cadastro para doação de órgãos.
Com assessoria

Fonte: RSN.
Link: http://www.redesuldenoticias.com.br/noticia.aspx?id=51185


Nenhum comentário:

Postar um comentário