sexta-feira, 19 de abril de 2013

Empresários da região organizam paralisação em dois pontos da BR 277

Movimento visa chamar a atenção para a necessidade de recuperação de rodovias.
Debadetores do Fórum

Entidades empresariais e prefeitos dos municípios de Goioxim, Marquinho, Palmital, Manoel Ribas, Cantagalo e outros da região organizam uma paralisação em dois pontos da BR 277. Um deles, na entrada que dá acesso ao município de Goioxim, a partir de Guarapuava, e a outra no trevo que vai para Marquinho, em Laranjeiras do Sul. A decisão foi tomada durante o 2º. Fórum de Empresarial realizado em Palmital na noite dessa quinta-feira (18). A data será definida.
A pauta em discussão são melhorias nas rodovias, principalmente as PRs 364 (Guarapuava a Goioxim) e 158 (Palmital à Laranjeiras do Sul, passando pelo município de Marquinho); a duplicação da BR 277, e a reestruturação das rodovias interligando os municípios que compõem o Território da Cidadania, que passou a ser chamado pelos empresários de “Elo do Esquecimento”.
De acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Goioxim, Celso José Mereth, a necessidade dessas obras é urgente. “Pela PR 364, que liga o Goioxim a Guarapuava, são escoadas 100 mil toneladas da produção agropecuária do nosso município, por ano. Também outros 18 milhões de litros de leite”, afirmou à REDE SUL DE NOTICIAS. Segundo o prefeito, a produção agrícola, principalmente, de milho, soja, e a bacia leiteira são os pilares da economia de Goioxim. A segurança de quem trafega pela PR 364 também foi levantada pelo líder empresarial. De acordo com dados da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), entre 2011 e 2012, foram registrados 28 acidentes que deixaram 23 pessoas feridas, 03 mortos. “Estima-se que esses números sejam 300% a mais, já que essa estatística é apenas dos registros da PRE”, observa Celso.
Os números revelados procuram sensibilizar as autoridades competentes para a necessidade das obras nas rodovias.

Fonte: Rede Sul de Notícias.

Link:
http://www.redesuldenoticias.com.br/noticia.aspx?id=51574
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário