quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Álvaro Dias bem perto de integrar a base de sustentação de Dilma, do PT

Não se fala de outra coisa em Brasília e Curitiba. O senador Álvaro Dias, ainda líder do PSDB no Senado, deu uma bicuda no balde nesta terça-feira (6) ao classificar o governo do correligionário Beto Richa como antro de “Nepotismo, fisiologismo, loteamento, sem escrúpulos, balcão de negócios, promiscuidade, etc.”.

Na prática, Álvaro jogou a toalha e disse que não fica mais no ninho tucano. Para corroborar com essa tese, também hoje, o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná e presidente estadual do partido, deputado Valdir Rossoni, reafirmou que disputará o Senado em 2014. Em outras palavras, o PSDB vai negar a legenda para Álvaro tentar a reeleição.
A tendência é que Álvaro Dias migre para o PDT do prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet, e do seu irmão Osmar Dias, ex-senador e ex-candidato ao governo do estado em 2010. Há quem especule que o ainda tucano embarque na canoa do PMDB de Roberto Requião ou no recém-criado PSD, no Paraná comandado pelo deputado federal Eduardo Sciarra.
O diabo é que todas essas opções partidárias disponíveis – e viáveis – são da base de sustentação do governo petista de Dilma Rousseff. Álvaro, caso queira continuar no Senado, muito provavelmente, terá que botar a estrela do PT no peito. O seu irmão, Osmar, já fez isso em 2010 e gostou. É a política como ela é.

Fonte:
http://www.esmaelmorais.com.br/2012/11/alvaro-dias-bem-perto-de-integrar-a-base-de-sustentacao-de-dilma-do-pt/
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário