sábado, 13 de outubro de 2012

"Meu filho está curado e a minha vida mudou", diz dona Elza


O ser humano em primeiro lugar, independente de classe social, crença ou etnia. É desta forma que Marcos Seguro cuida da gente do Turvo. Os depoimentos de pessoas que vivem no município derrubam qualquer argumento contrário, boatos, postagens em redes sociais ou outras tentativas em impor à comunidade coisas que não são verdadeiras. As próprias pessoas beneficiadas falam por si.

"Minha vida mudou depois que recebi o apoio da Assistência Social, do prefeito Marcos. Ele é uma pessoa que se preocupa com as pessoas, todas, sem distinção", declara Elza Ribeiro Shafer, 39 anos.
Casada com um homem dependente químico e de bebida alcoólica, Elza e os três filhos moravam na localidade de Banhado Vermelho. A violência doméstica, o medo, e que é pior de tudo, a doença de um dos filhos, faziam parte da rotina da família. "Meu marido chegava em casa bêbado, derrubava as paredes, me violentava. O medo fazia parte das nossas vidas. E para piorar ainda mais a situação o meu filho de dois anos estava ficando cego", relembra a mulher. "Eu descobri que o Gabriel não enxergava quando comecei a por as coisas no chão e ele ia buscar no outro lado. Eu não sabia mais o que fazer e não tinha com quem contar", relata.

A vida de Elza começou a mudar quando agentes da Secretaria Municipal de Assistência Social foram à sua casa. "Eu vi que a minha vida e dos meus filhos não tinha mais jeito se a gente continuasse em casa. Vim pra sede, comecei a trabalhar, o Gabriel foi operado (o menino sofria de catarata congênita) e hoje enxerga bem. Tenho o meu dinheiro, a minha casa mesmo pagando aluguel, mas sei que logo, logo vou ter a minha casa própria. A minha vida mudou e hoje eu e meus filhos somos felizes porque o nosso caminho é mais seguro", afirmou.

Elza está inscrita no programa estadual Família Paranaense que prevê moradias para famílias de baixo poder aquisitivo. No Turvo, a prioridade é a legalização fundiária de 150 famílias que vivem em ocupações irregulares, principalmente no Jardim Filadélfia e na Vila Jaime.

Mais uma vez a organização financeira da administração municipal, o respeito que é dado ao dinheiro público e a atenção às famílias de baixo poder aquisitivo permitem que o Município tenha parcerias indispensáveis com os governos federal e estadual, como é caso do projeto Família Paranaense.




Nenhum comentário:

Postar um comentário